O Censo Coworking Brasil 2017 é a terceira edição de um importante estudo sobre o mercado de escritórios compartilhados brasileiro, os coworkings. Ele analisa a evolução na adoção de espaços de coworking ao redor do país e levanta dados detalhados sobre o perfil destes espaços.

Em março de 2017, o censo detectou a presença de 810 espaços de coworking conhecidos no Brasil, o que representa 114% de crescimento em relação a 2016.

 

O mundo está mudando.

No mundo em que vivemos atualmente, o compartilhamento tem feito cada vez mais parte da vida das pessoas. Observemos o Airbnb, por exemplo, que prega o compartilhamento do espaço de casa para pessoas que buscam uma hospedagem temporária. A economia compartilhada é outro ponto forte no empreendedorismo que vem ganhando força ao redor do mundo. É como um jogo de ganha-ganha.

O ser humano está cada vez mais conectado, e mais o do que compartilhar recursos, está disposto a compartilhar conhecimento. E aí, “compartilhar” se transforma em “colaboração” também. E por que não com o coworking? Compartilhar um espaço de trabalho e ganhar em troca economia, networking e qualidade de vida é a maior tendência dos últimos anos.

 

O que dizem os Empreendedores

Quer saber o que estão dizendo por aí sobre os Coworkings?  Veja o relato dos empreendedores Juliano Seabra (Endeavor), Sérgio Herz (Livraria Cultura) e Eduardo Baer (Ifood e DogHero) retirados de matéria na revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios.

 

”Há quinze anos, seria impossível imaginar algo parecido com o que está acontecendo hoje. É realmente impressionante perceber como o ambiente de negócios evoluiu. O empreendedor deve aproveitar o avanço do ecossistema e usar os Coworkings para buscar colaboração e parcerias com os colegas. Esses espaços compartilhados trazem uma energia renovada para o meio empreendedor.”

(Juliano Seabra, diretor-geral da Endeavor)

 

”Espaços de coworking trazem um novo estímulo para o meio empreendedor. Os empresários mais tradicionais têm muito a aprender com os jovens que escolhem trabalhar em um espaço físico desse tipo. Estou sempre tentando aprender com esses jovens empreendedores.” 

(Sergio Herz, presidente da Livraria Cultura)

 

”O coworking foi essencial para a minha trajetória. Os primeiros escritórios da iFood funcionavam em coworkings. É fundamental usar a informação que circula nesse tipo de ambiente, trocando ideias, dando e recebendo ajuda. Sempre aproveitei todas as oportunidades para ajudar outros empreendedores, e ainda faço isso. É uma troca constante.”

”O intercâmbio com empreendedores de áreas distantes da sua pode dar outra perspectiva sobre o negócio. No início do iFood, perguntamos para diversas pessoas qual deveria ser o nosso primeiro passo. Recebemos ótimos conselhos.”

(Eduardo Baer, cofundador da iFood e da DogHero)

 

Comentários Facebook